Reino Unido cria lei e agora no país está proibida a venda de filhotes em pet shops

Os animais são os seres mais cativantes que existem, genuínos, livres de qualquer preconceito ou defeito que o homem conhece e pratica todos os dias. quem tem um animal de estimação sabe como eles alegram nossas vidas, principalmente, quando há crianças na família.

Entretanto, os casos de maus tratos e abandonos contra essas criaturas tão indefesas são assustadores, há também outro fatos importante: as raças de cães! Muita gente prefere pagar até mesmo milhares de reais em um cachorro de raça, do que adotar um vira lata, que dá o mesmo amor, carinho e alegria que qualquer outro cão, a raça não deve ser determinante pra NADA!

Pensando em encontrar uma alternativa que pudesse diminuir o número de maus tratos e abusos que os animais sofrem, uma lei foi decretada recentemente no Reino Unido: agora está proibido a venda de animais em pet shops.

Mas, tem uma regra, essa lei se encaixa apenas para filhotes, com seis meses de vida, que costumam ser os mais vendidos em um pet shop. Os pet shops que ainda venderem cachorros e gatos com menos de seis meses, estão agindo contra a lei e precisam ser denunciados.

A lei recebeu o nome de ‘Lucy’s Law’ (Lei de Lucy). Lucy foi uma cadela resgatada em 2013, encontrada em uma pequena gaiola, encolhida e sem conseguir se mexer, e foi ali que ela passou boa parte de sua vida e, por conta do mau trato, seus quadris ficaram deformados.

Mais uma lei que o mundo todo deveria se inspirar, animais não são objetos!

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.