Essas tirinhas hilárias mostram como é a “vida secreta” dos nossos personagens favoritos

Quando assistimos a um desenho animado, temos a impressão de que o vilão da história está sempre engajado em ser mal e grotesco, que a mocinha é sempre agradável e sensível, ou que o protagonista bem-intencionado nunca comete deslizes.

Mas será que as coisas são sempre assim… preto no branco? O artista escocês Ed Harrington acha que não. Na verdade, há muitos “tons de cinza” que tornam a vida dessas personagens, nos bastidores, mais interessante.

Ed inventou algumas situações – hilárias – baseado nas personalidades desses heróis e vilões consagrados que estamos acostumados a acompanhar. Confira algumas!

1. O que será que o Esqueleto faz aos sábados?

2. Que tal um sushi de Nemo?

3. Mestre Yoda precisa daquela ajudinha para pegar o picolé guardado no freezer

4. Talvez seja a única coisa que o Jason consiga comer…

5. Será que é assim mesmo?!

6. Do desenho infantil ao gênero de terror em dois segundos…

7. Passou a hora de se depilar, Chewbacca!

8. Certamente as maiores lentes de contato do mundo

9. Chapinha é essencial para manter a lisura dos fios, certo He-Man?

O projeto de Harrington se chama “Vidas Secretas”, e tem como objetivo mostrar como é a vida dos personagens de desenhos animados na vida real.

Leia tambémEsse Ilustrador criou como seriam os filhos recém-nascidos dos super heróis. O Spider-man é o melhor!

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Super Interessante

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.