Mulheres do ano! Merendeiras de escola em Suzano salvam 50 crianças de terrível atentado

Vira e mexe somos pegos de surpresa com uma tragédia que acontece ao redor do mundo, as pessoas estão ficando completamente loucas, perderam a noção e estão praticando ator tão cruéis que até mesmo fica difícil da gente acreditar.

Ontem, por exemplo, acordamos com a triste notícia de que dois assassinos invadiram uma escola em Suzano/SP e fizeram 10 vítimas fatais e deixaram 11 feridos, usando armas, arco e flecha e também machados. Ambos eram ex-alunos da escola e tinham 17 e 25 anos, respectivamente.

Em meio toda essa terrível situação, um sopro de alívio surgiu quando conhecemos Silmara Cristina Silva de Moraes, de 54 anos, que trabalha como merendeira na escola Raul Brasil, onde o atentado aconteceu.

Ela, juntamente com as outras duas merendeiras, quando perceberam o que estava acontecendo, rapidamente começou a colocar as crianças na cozinha e para impedir que os assassinos chegassem lá fizeram um barricada com geladeira, freezer e mesas, impedindo assim, que cerca de 50 crianças fossem feridas.

“Porque eles estavam próximos e a cozinha é rodeada de janela. A gente deitou no chão e nós não vimos nada com medo que atirassem. Mas graças a Deus nada aconteceu com quem não estava lá. Eu arrastei a geladeira e o freezer para fazer uma barricada e ficamos atrás. A mesa viramos e fizemos um escudo para proteger as crianças. Ficamos acuados em um canto só, se acontecesse alguma coisa ele ia pegar muita gente“.

“Nós estávamos servindo merenda e aí começou os ‘pipoco’ e as crianças entraram em pânico. Abrimos a cozinha em começamos a colocar o maior número de crianças dentro e fechamos tudo e pedimos para eles deitarem no chão”, conta chorando. “Foi muito desesperador, porque foi muito tiro, muito tiro mesmo e era muito pânico”, finaliza.

Uma verdadeira heroína, são essas pessoas que fazem do mundo um lugar melhor!

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.