Alunos trollam professora e deixam de ir à piquenique marcado, porém tiveram uma grande surpresa depois disso.

 

 

 

Até onde uma brincadeira deve ser levada como brincadeira mesmo? Será que muita gente não ultrapassa o limite do que seria ‘legal e saudável’ para brincar? Aconteceu um fato curioso que chamou a atenção de toda a internet.

Rosana Carvalho é a principal envolvida, uma professora da rede municipal do Rio de Janeiro que, para fazer algo diferente, resolveu marcar um piquenique com os alunos, ela preparou todo um banquete, mas ninguém apareceu.

A mulher, inclusive, fez uma postagem em ser perfil do Facebook avisando que estava esperando, ao invés de se justificar, uma aluna printou a publicação e postou no Twitter, fazendo piada.

Claro, muitas pessoas ficaram comovidas com o ocorrido, foi então, que uma outra turma de alunos de Rosana resolveu homenageá-la com um piquenique maravilhoso.

Além disso, até um evento foi feito no Facebook sobre outro piquenique que farão para Rosana, e mais de 2000 pessoas já confirmaram presença.

Mostrando ter um coração de ouro, a professora postou uma mensagem para que ninguém julgue os alunos que não foram ao piquenique simplesmente para trola-la:

“Agradeço as manifestações de carinho e apreço pela figura do professor (nesse caso, por mim) e peço que não julguem a menina que teve a infelicidade de fazer a postagem. Ela não é má pessoa e tem um bom relacionamento comigo; foi uma brincadeira da qual ela já se arrependeu. Acho que todos nós devemos repensar a nossa relação virtual com o outro: ela pode causar danos irreversíveis”, disse.

“O lado bom do que aconteceu foi o carinho, o respeito e as palavras de solidariedade que recebi de todos os cantos do Brasil. Isso prova que o mundo não está perdido e que embora os governantes não reconheçam o valor de um professor, a sociedade ainda o abraça. Muito obrigada!”, finalizou.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.