Homem que vendia caneta com a filha nos braços foi flagrado em semáforo e algo surpreendente aconteceu

Não estamos vivendo um bom momento, ao redor de todo o mundo diversas tragédias estão acontecendo e nos fazendo desacreditar na humanidade. Na verdade, este ano já foram desabamentos, rompimento de barragens, incêndios graves, enfim, uma tragédia maior que a outra.

Não podemos esquecer, também, das crises, pessoas dos quatro cantos do planeta tendo que se virar conforme podem para conseguir colocar o pão dentro de casa pra alimentar os filhos. Agora, vamos falar de uma história assim, que teve um final feliz.

Abdul Halim al-Attar é um refugiado sírio que estava vendendo canetas pelas ruas de Beirute, no Líbano, para conseguir sustentar a família, que perdeu tudo devido aos ataques.

Foi então que recentemente, um estranho tirou uma foto de Abdul carregando sua filha no colo, e sem ter onde colocá-la, ele continuava tentando vender suas canetas com a pequena menina em seus braços. Ele precisava que todas as canetas fossem vendidas!

A foto foi parar nas redes e, obviamente, causou grande comoção nas pessoas, que se sensibilizaram com a história de Abdul e resolveram ajudar. Foi então que lançaram uma campanha online e pessoas de todo o mundo doaram, conseguindo arrecadar incríveis 200 mil dólares para Abdul e sua família.

Com todo aquele dinheiro, o homem investiu toda a grana em lojas pelo Líbano, e ele só contrata refugiados para trabalhar em seus estabelecimentos: “O dinheiro não salvou apenas a mim, mas mudou a vida da minha família e das pessoas na Síria que eu ajudei”, conta Abdul.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.