Para evitar o uso do plástico, supermercado tailandês está embalando produtos em folhas de bananeiras

Toda empresa precisa se inovar se quiser continuar ativa no mercado, é impossível algo que parou no tempo ainda ter fôlego para continuar nos dias de hoje. Não dá, é preciso se reinventar cada dia mais para obter sucesso.

Atualmente, um dos maiores problemas que estamos enfrentando são os plásticos que colocam em ameaça toda a nossa fauna, principalmente a marinha, por isso, toda atitude, por mais pequena que pareça, contribui para um resultado melhor.

Um supermercado na Tailândia, preocupado com o uso excessivo dos plásticos nas embalagens dos produtos, resolveu de uma maneira eficaz este problema, por lá, muitos produtos estão sendo embalados em folhas de bananeiras.

Essa atitude, na verdade, não foi ideia do Supermercado Rimping, localizado em Chiangmai, o dono do empreendimento viu uma postagem no Instagram da imobiliária Perfect Homes e resolveu adotar em seu negócio.

Segundo os últimos dados divulgados pela ONU, são produzidas milhões de garrafas plásticas por minuto ao redor de todo mundo, e, de toda essa produção, de 8 a 13 milhões de toneladas acabam afetando os oceanos.

Nos últimos 150 anos, mais de 40% de todo o plástico já produzido, foi utilizado apenas uma vez antes de irem ao descarte, e somente 9% passaram pelo processo de reciclagem, não é a toa que agora estamos vivendo esse momento de calamidade.

Outro dado preocupante é que se tudo continuar como está, em 2050 haverá mais plásticos nos oceanos do que peixes, além de que 12 bilhões de toneladas de plásticos ocuparão aterros sanitários, a natureza e os mares.

Por isso, usar as folhas de bananeiras foi uma ótima opção de sustentabilidade, além disso, as folhas são grossas e bastante flexíveis. Claro, o rótulo de produto ainda é de plástico, mas só essa atitude já diminui em grande escala a quantidade de plástico necessária.

Alguns estão criticando a ação, dizendo que ainda não é o suficiente, entretanto, a grande parcela apoia a causa e diz ser apenas o primeiro passo, de muitos outros que virão. E você, o que acha?

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.