Conheça a Kimbino e alie consumo, ecologia e tecnologia

Hoje é cada vez mais comum empresas se preocuparem com a preservação do meio-ambiente.
Mas muitas vezes as ações são da boca para fora, já que essa preocupação de pensar verde
tornou-se um assunto em voga e pode ser bonitinho passar uma imagem que nem corresponde com a realidade. Por isso é interessante falar sobre empresas que conseguem aliar comodidade, um benefício claro (comprar mais barato) e ser mais ecológico. A Kimbino é uma delas.

A empresa eslovaca tem como princípio levar as melhores ofertas para seu bolso ou mochila.
Mas em vez de um folheto de supermercado ou comércio, como Natura, Lojas Americanas ou
outras, que exige que você vá até ela ou então receba na rua – onde existe enorme
desperdício e descarte -, essas ofertas chegam no seu celular, tablet ou computador.

Olhando meio de longe, parece mais um produto legal que a tecnologia e sua popularização
permitem. Mas ela traz um elemento que é bastante importante, que está no core da
empresa.

“A (nossa) ideia era que as pessoas poupassem dinheiro. Muitas pessoas compram por causa
de descontos e tinham que rodar de loja em loja. Então nossa plataforma ajuda as pessoas a
planejar esse dia de comprar e ter as melhores mercadorias, roupas, eletrônicos e tudo pelo
melhor preço”, declara a empresa em sua missão.

Ou seja, o que ela oferece é algo competitivo e de claro impacto no seu dia a dia (o
orçamento) e não fica restrito só à compra do mês em um supermercado. Toda vez que você
precisar de algo em lojas tão variadas como a Riachuelo ou então ter na tela do celular a Lojas Americanas folheto, pode ter com a Kimbino. Um app para Android será lançado para facilitar ainda mais essa acessibilidade.

Muitos produtos orgânicos, feitos com melhores práticas ambientais ou com materiais
diferentes são caros. E isso é um claro limitador, já que o orçamento curto da maior parte da
população impede gastos a mais, mesmo que isso signifique ajudar o meio-ambiente. Por
causa desse preço baixo que sacolas de plástico, garrafas PET, alimentos com agrotóxicos e
produções de produtos industriais não muito saudáveis resistem.

Mas se essa ideia de proteger o nosso ambiente é acoplada com a viabilidade financeira,
temos um laço muito forte para ser quebrado. Ninguém vai evitar ajudar o planeta nesse caso.

“Em sua origem a ideia do projeto é ajudar a salvar árvores. Nós queremos que as pessoas
pensem de forma mais ecológica, porque uma floresta não é só as árvores, é um ecossistema
criado por décadas. Se plantamos novas árvores no lugar, não é a mesma coisa, porque
demora anos enquanto o ecossistema se regenera,” explica a empresa.

Por anos se pensou que consumo e o meio-ambiente não combinavam. Mas novas ideias de
negócios sustentáveis e medidas que ativamente ajudam na reciclagem e uso de materiais
melhores pode fazer até a nossa necessidade de consumir em massa reduzir em muito o
impacto ao meio-ambiente. A Kimbino é uma das marcas que provam isso.

About Stifler Mendes

view all posts

Blogueiro e fundador dos sites Criatives, DesignBrain e Curiozo com Z. Formado em Desenvolvimento Web e Design Gráfico, morador de São José dos Campos, apaixonado por séries e Counter Strike ♥