Dinossauro de 163 milhões de anos foi descoberto e tinha ‘corpo de esquilo’ com ‘asas de morcego’

 

 

 

 

Parece impossível envolver nossas cabeças em torno do fato de que havia seres vivos andando neste planeta centenas de milhões de anos atrás, é tão difícil imaginar como era a vida naquela época, quando havia milhares de espécies de animais, o ecossistema prosperava e não havia um único ser humano por perto.

É a vida inimaginável diante de nós que nos motiva a aprender mais sobre o passado e entender como a vida realmente era quando dinossauros, parecidos com esquilos com asas de morcego, voavam no ar.

Acredita-se ser o exemplo mais bem preservado deste dinossauro com asas de membrana parecidas com morcegos.

A espécie é chamada Ambopteryx, que é latim para “ambas as asas”. O estômago do dinossauro nos lembra aves que comem plantas, mas, os cientistas encontraram vestígios de fragmentos ósseos, o que significa que o Ambopteryx desfrutou de um lanche de carne antes da morte. Os cientistas chamam de um onívoro oportunista.

Um dos coautores do estudo, Jingmai O’Connor, afirma que o animal ,provavelmente, estava subindo em árvores parecendo um esquilo de dinossauro que também podia voar de galho em galho.

Um agricultor local encontrou-o na província de Liaoning, na China, em 2017. Os pesquisadores, inicialmente, pensaram que poderia ter sido um pássaro prematuro.

Em um vídeo que revela a reconstrução digital dos animais, os cientistas levantam a questão retórica: “Então, onde você deve procurar se realmente quer encontrar alguns animais fantásticos? Talvez nas rochas debaixo dos nossos pés”.

Abaixo, você vai conferir um vídeo mostrando como esse pássaro vivia há 163 milhões de anos atrás, em seu habitat natural:

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.