NASA descobriu uma nova cratera em Marte e seu ‘formato peculiar’ está dando o que falar

 

 

Foi divulgado recentemente pelo MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) da NASA, a descoberta de uma nova cratera na superfície de Marte, provavelmente, com cerca de 1,5 metro de largura. A rocha, bastante sólida, atingiu a região Sinai Planum, do planeta vermelho, ao sul do cânion considerado mais impressionante do sistema solar: o Valles Marineris.

Ainda sobre a descoberta, afirma-se que ela foi formada entre setembro de 2016 a fevereiro de 2019.

Quem capturou a imagem foi o Experimento Científico de Imagens de Alta Resolução (HiRISE), que estava a bordo do MRO. A imagem colorida mostra listras escuras e uma característica azul, ‘enfeitando’ o terreno sem vida de Marte.

Verônica Bray, uma das integrantes do HiRISE e cientista da Universidade do Arizona, foi entrevistada pelo Space.com para falar sobre a nova cratera, e contou que o material preto é basalto, de acordo com os conhecimentos que possui sobre a geologia de Marte, e os pontos azuis podem ser gelo de água.

“Enquanto a cratera explodiu na região de Valles Marineris, perto do relativamente quente equador marciano, é possível que haja um pouco de gelo sob a poeira”, disse Bray, ao Space.com.

Outros pesquisadores sugeriram que a cratera se formou por conta dos fortes ventos que vêm atingindo Marte, fazendo toda a superfície se mover. Eles podem chegar a 800 quilômetros por hora e devem ser a principal causa do surgimento deste novo elemento.

Claro, seu formato ‘peculiar’ vem dando o que falar:

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.